A Christmas Miracle

Publicado: dezembro 25, 2010 em real life, sleep deprivation

Não é um evento muito comum, mas não sei o que dizer. Decidi escrever para distrair-me dos acontecimentos ao meu redor. Não queria fazer mistério, mas sinto que tensão é a força da boa escrita e embora a minha ainda precise de trabalho para chegar lá, algumas boas práticas tem que ser adotadas desde cedo.

Na verdade não sei se é cedo. Talvez seja cedo para certas coisas, como aprender a escrever, e tarde para outras, como recuperar tempo desperdiçado ou idéias despedaçadas. Hoje, o calor inconfundível de Porto Alegre me manteve acordado por horas durante a madrugada e após uma ou duas delas de sono o telefone insistiu em tocar. Despertado e contrariado tomei o aparelho em mãos e li um número que não me era familiar, adicionando suspense à ligação. Do outro lado da linha qualquer coisa poderia estar a espera: uma notificação de que o apocalipse zumbítico finalmente começou e que era hora de levantar armas como sempre imaginamos que faríamos; ou quem sabe um policial preso em um prédio dominado por ladrões passando-se por terroristas que ligou para meu número ao acaso e precisa que eu ajude-o a salvar as pessoas tomadas como reféns; ou ainda mais interessante, algúem me ligando e dizendo que nunca mais precisaria trabalhar em minha vida, pois dinheiro seria depositado regularmente em minha conta bancária simplesmente porque sim.

Mas o que estava do outro lado era uma voz forte e antiga, formando palavras que forçaram-se sobre meu estado vazio de espírito e  exerceram poder irresistível sobre mim. A voz dizia, não nestas palavras:

“Thiago, não irás jogar hoje. Tua mãe está internada no hospital e precisa de uma outra cirurgia. É sério.”

O resto foi confusão, no sentido menos Sessão-da-Tarde possível. Agora me vejo sentado, escrevendo aqui e esperando algo que não se pode esperar em nenhum dia do ano. A não ser hoje. Um milagre de Natal.

Clichê? Granted. Mas não quero ser original. Só quero minha mãe bem e junto de mim.

Anúncios
comentários
  1. Muito bem escrito! E tua mãe melhorou?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s