Blinds are Not the Night

Publicado: fevereiro 13, 2009 em general insanity, music, sleep deprivation

Não quero ser dono da gargalhada mais alta. Ou o cara que nunca quer estar sozinho. Não quero ser aquele que você liga às quatro da manhã só porque vou ser a única pessoa acordada. Não quero ter que preencher silêncios que me assustam porque dizem a verdade.

O sol me cega. Fiquei acordado de novo.

Não quero que minha história acabe assim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s