Tell Your Story Walking

Publicado: fevereiro 14, 2008 em general insanity, real life

Retirada de uma carta eletrônica escrita sem premeditações, mas agora revisada:

As coisas andam estranhas para o meu lado também, só que na minha cabeça. Não ando muito online. Aliás, desde logo antes do Carnaval tenho a impressão que minha personalidade decidiu tirar umas férias e não deixou número para contato. Me sinto meio perdido, meio sonhando acordado. Durante a semana passada inteira não dormi direito, não comi direito, não li direito (na verdade eu não li), deixando as coisas com uma sensação meio fantasmagórica, um terço onírica e um sexto alucinante. É ruim quando as coisas que nos lembrávamos com tanto carinho são violadas, ainda mais de uma forma tão banal que é a violência. Sinto falta dos prédios não gradeados e das crianças brincando na rua, como eu brincava. Hoje são todos cuidados pelos computadores: o msn hospeda suas brincadeiras e last.fm suas reuniões dançantes. É o declínio da humanidade nos seres humanos e o derradeiro encontro com a imagem no espelho que nunca saiu de lá: nós mesmos, totalmente ignorados.

E não é?

Anúncios
comentários
  1. V. disse:

    bah. é.
    *profundo e grave silêncio reverberante*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s