Tiny Dancer

Publicado: outubro 17, 2007 em general insanity, sketches

Há menos de um mês, em uma dessas noites sem-fim, me vi escrevendo o trecho abaixo.

Acho que estou preso em uma dança ensaiada vezes demais.

Eu abro a aquarela e despejo angústia sobre as cores do mundo e as misturo até que não sejam mais o que eram e voltem a ser a mesma coisa que sempre as torno. Cores pálidas, ecos perdidos de gritos direcionados ao espaço onde nada espera a não ser um único olho silencioso de porcelana.

Soluço. Brinco. Volto-me para o escárnio e tranco-me dentro dessa armadura irredutível de ânsias e sonhos mal-formados. Esticando-me tentando atingir o salto perfeito sem sequer tentar pular.

Pro meu azar, meu inimigo não é o Universo-Criatura-Vilã.

É o próprio dançarino.

Oh me, sad hours seem long.”

Estava aqui, guardado.

Até agora.

Anúncios
comentários
  1. V. disse:

    eu acho que tu tinha que escrever um livro.
    juntar todos esses trechos guardados e ascunhados e prontos e potados e fazer um livro.
    sério.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s